Programas


Dados atualizados até o dia: 18/01/2017

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DA ALGÁS

Descrição

A política de Cidadania Corporativa da Algás estabelece entre outros aspectos que os projetos apoiados pela empresa devem identificar e incentivar o desenvolvimento de novos talentos nas atividades social, cultural, esportiva e ambiental; preservar e difundir aspectos e valores culturais do Estado e da região e estimular o trabalho voluntário dos colaboradores. Foi aprovado pela Direx, a dispensa de 2 horas semanais ou 8 horas mensais para o trabalho de voluntariado nos projetos sociais apoiados ou não pela Algás.

EDITAL ALGÁS SOCIAL

Descrição

O Edital Algás Social foi criado pela Algás com o objetivo de democratizar o acesso aos recursos disponibilizados para financiamento de ações sociais, desenvolvidas em benefício do estado de Alagoas. Em sua primeira edição, o Edital Algás Social 2016-2017 recebeu mais de 80 propostas, número avaliado pela Algás como satisfatório e que reflete o caráter democrático do certame. Nesta edição, os projetos escolhidos foram: “3ª edição do Festival de Teatro de Alagoas – FESTAL”, da Associação Artística Cia do Chapéu, “Folguedos Brincantes: lendas vivas”, da Casa da Amizade de Penedo, “Educação Ambiental e Consumo Consciente”, da Associação Teatral Nêga Fulô e “Promoção de Práticas Sustentáveis de Saneamento Rural”, do Instituto Terraviva.

ARTE NO PRATO

Descrição

O projeto Arte no Prato tem como objeto valorizar a cultura alagoana através de sua gastronomia, suas artes visuais e seu artesanato a fim de fortalecer o reconhecimento da Algás como marca socialmente responsável. No Projeto Arte no Prato 2015 foi firmada parceira com 20 (vinte) restaurantes de Maceió-AL, que utilizassem o gás natural como fonte de energia nos seus estabelecimentos. Cada um dos seus chefs deveria criar uma nova receita e esse prato recebia um nome que fosse inspirado no artesanato alagoano. Ao fazer um pedido de uma receita do Arte no Prato, o consumidor podia obter o prato ilustrado feito para a receita. Ao preço de cada receita determinado pelos restaurantes, era acrescido o valor de R$ 10,00 (dez reais) na composição do preço final ao consumidor. A quantia resultante das vendas dos pratos do projeto era a contrapartida social do mesmo. O montante arrecadado foi repassado a instituição Museu Coleção Karandash De Arte Popular e Contemporânea, para que a mesma realizasse um circuito de oficinas de arte e artesanato com alunos Escola Estadual Ladislau Neto.